administração

Ferramentas da Qualidade: Conceito e aplicação

As sete ferramentas da qualidade


Ferramentas da Qualidade

É sabido que em toda empresa e indústria existe um tema que é considerado de vital importância - a qualidade. Tanto a qualidade total, quanto o controle total da qualidade fazem menção à sete ferramentas da qualidade que são essenciais no desenvolvimento de toda atividade. Essas ferramentas são responsáveis por mensurar e analisar os processos e procedimentos das empresas, a fim de estimular resoluções para os problemas encontrados. As ferramentas da qualidade possuem como principal finalidade a medida preventiva, auxiliando as organizações à se anteciparem aos problemas que possam vim a ocorrer.



Pode-se dizer que desde a década de 50, as organizações e a sociedade passa por uma profunda transformação. Nunca na história a qualidade dos produtos e serviços foi tão discutida, analisada e aplicada como vem sendo feito desde então. Grandes autores como William E. Deming, Kaoru Ishikawa e Walter Shewart foram alguns dos nomes que ajudaram a desenvolver as ferramentas da qualidade. Elas são ferramentas que proporcionam um maior controle sobre os processos e também sobre a tomada de decisão, propondo soluções aos problemas identificados e estabelecendo medidas de melhorias nos serviços e processos.


Quais são as sete ferramentas da qualidade? 


As sete ferramentas da qualidade

1. Histograma: Trata-se de um gráfico de barras que auxilia na visualização e entendimento das variáveis de um problema. O histograma é uma ferramenta da qualidade que também ajuda a identificar as causas de um problema, apresentando sua distribuição de dados em forma de barras. Por esse motivo, o histograma também é bastante conhecido como diagrama de frequências ou distribuição de frequências, na qual a base das barras corresponde ao intervalo de classe e a altura delas à sua respectiva frequência.

2. Fluxograma: Uma excelente ferramenta da qualidade, o fluxograma de processo auxilia na visualização da estrutura e na representação de um processo. Ele utiliza de símbolos gráficos para descrever o meio de funcionamento do processo, seu fluxo e natureza. O principal objetivo do fluxograma é o de mostrar de maneira simples as etapas de um processo, seu fluxo de informações e elementos. Muitos o confundem com um organograma, porém ele possui uma característica mais flexível e dinâmica, com início, meio e fim. Os símbolos inseridos nele, são utilizados para determinar suas etapas e situações.

3. Diagrama de Pareto: Utiliza do princípio 80/20, ou como também é conhecido, princípio de pareto. Essa ferramenta da qualidade é um recurso gráfico que auxilia na visualização mais eficiente de um problema, a fim de classificá-lo, colocando todos os problemas existentes em ordem de importância. Trata-se de uma ótima ferramenta, pois com o diagrama de pareto torna-se muito mais fácil identificar quais problemas são realmente importantes. A maioria das empresas utilizam o diagrama para determinar onde seus principais esforços serão colocados.

4. Diagrama de dispersão: Considerado uma das mais difíceis ferramentas da qualidade. O diagrama ou gráfico de dispersão (como também é conhecido) é um método de análise que possibilita verificar a existência de correlação entre duas variáveis de natureza quantitativa. Ele possibilita visualizar o padrão de relacionamento entre variáveis que possam ser medidas, tais como: hora, intensidade, volume, velocidade, temperatura, pressão, etc.

5. Carta de controle: Ou Controle Estatístico de Processo. Trata-se de uma ferramenta da qualidade que torna possível monitorar o quão estável é um processo. Além da estabilidade, a carta de controle também mostra as variações desse processo, verificando se determinada atividade está sob controle ou não. É bastante utilizada na apresentação do comportamento e de tendências em um determinado período de tempo. O gráfico de controle se baseia na estatística para mostrar os desvios padrões que estão acima e abaixo da média, uma vez que passando desses limites, o processo é considerado como instável ou fora de controle.

6. Folha de Verificação: É uma das ferramentas da qualidade que auxilia o administrador na apresentação do histórico e do padrão das variações de um processo. A folha de verificação é bastante utilizada logo no início dos processos, a fim de recolher o máximo de informações e dados possíveis e identificar problemas que possam vim a ocorrer. A ferramente é composta de tabelas ou planilhas que procuram facilitar a coleta e observação de dados recolhidos, bem como verificar se as variações resultaram em melhoria ou não.

7. Diagrama de IshikawaUma das principais dentre as sete ferramentas da qualidade. É conhecido também por diagrama de causa e efeito, ou gráfico da espinha de peixe. Foi uma metodologia elaborada por Kaoru Ishikawa e busca entender a relação entre um efeito (problema) e todos as suas causas (o motivo pelo qual ocorrem). É utilizada para listar os efeitos, estes por sua vez podem apresentar mais de uma única causa e por isso ficam distribuídos em mais de uma categoria. As categorias são divididas entre os 6Ms, que são: o método, a mão de obra, material, meio ambiente, a medida e a máquina. 

Vantagens ao utilizar as ferramentas da qualidade


As ferramentas da qualidade podem apresentar diversos benefícios em sua utilização. As empresas atualmente contam com um grande acervo métodos, técnicas e ferramentas que auxiliam e facilitam as atividades diárias, elevando a qualidade da execução e dos dados apresentados nos projetos, serviços e produtos. É certo dizer que as ferramentas das qualidade contribuem significativamente para a diminuição dos desperdícios e dos custos operacionais, ao mesmo tempo que aumenta a celeridade na execução das atividades.

Antes de se iniciar qualquer atividade, processo ou projeto é fundamental que exista um planejamento prévio e bem estruturado, a fim de identificar possíveis falhas e problemas futuros. Pode-se dizer que este seria o cenário ideal, mas que apenas algumas grandes empresas, realmente comprometidas com a qualidade, fazem uso. Como vimos ao longo do texto, é importante que o administrador tenha em mente que cada uma das sete ferramentas da qualidade possui a maneira certa de ser utilizada, e isso irá depender do problema a ser resolvido, da informação a ser coletada e do tipo de processo a ser trabalhado.

Outras ferramentas de suporte à qualidade


Ferramentas de suporte à qualidade

1. PDCATrata-se de uma ferramenta da qualidade que é aplicada de maneira sucessiva nos processos e atividades, a fim de alcançar a solução definitiva dos problemas e a melhoria contínua. O Ciclo PDCA é uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas no ambiente corporativo, possuindo uma abordagem abrangente e aplicável em diversas situações. Ele composto de quatro etapas, que são: planejamento (plan), fazer (do), checagem (check), agir (act). Ao final da última etapa, é recomendado o reinício do ciclo, uma vez que seu principal objetivo é alcançar a melhoria continuada e ininterrupta do processo.

2. Análise SWOT: Uma das melhores ferramentas organizacionais. Assim como o PDCA, é considerada uma das mais famosas ferramentas da qualidade. A análise SWOT, ou ainda Matriz SWOT como também é conhecida, é utilizada para fazer análises de ambientes (internos ou externos), que auxiliam a gestão e o planejamento estratégico de uma organização. O termo SWOT é uma sigla oriunda do inglês, que significa respectivamente: força (strenghts), fraquezas (weaknesses), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats).

3. Matriz GUT: Trata-se de uma excelente ferramenta que auxilia a priorização e solução de problemas. A Matriz GUT serve para classificar os problemas que a organização observa como prioritários, de acordo com a gravidade, urgência e tendência daqueles problemas. Ela possui a finalidade de avaliar de maneira quantitativa os problemas, priorizando ações corretivas e preventivas. Segundo a Matriz GUT, a gravidade mede a intensidade do problema, a urgência mede a pressão para resolver o problema e a tendência mede o padrão de comportamento, ou seja, se o problema tende a crescer ou reduzir.

4. Matriz BCG: Trata-se de uma excelente maneira de se fazer análise de portfólio de produtos (ou serviços), fornecendo uma análise clara sobre o ciclo de vida deles. Essa ferramente auxilia na otimização da carteira de produtos e serviços da empresa, priorizando aqueles que apresentam maior potencial de lucro para a companhia. A representação gráfica da Matriz BCG favorece de maneira ampla a compreensão sobre os produtos, ajudando na definição de estratégias elaboradas e específicas para cada um deles.

5. Seis Sigma: Não se trata necessariamente de uma ferramenta da qualidade, mas sim de uma abordagem ou metodologia que visa aumentar a qualidade e, consequentemente, a otimizar os processos de uma organização. Quando falamos sobre qualidade, a metodologia seis sigma, junto com as ferramentas da qualidade são de extrema suma, pois trabalham em conjunto resolvendo problemas, reduzindo desperdícios e aumentando a produtividade e satisfação dos clientes. O seis sigma faz uso da estatística e da análise de dados para eliminar defeitos e não conformidades de um produto e/ou serviço.

6. 5W2H: ferramenta que reflete um checklist de atividades específicas, de maior importância para a empresa. Sua sigla faz referência à cinco palavras em inglês que significam: what (o que será feito?), why (por quê será feito?), where (onde será feito?), when (quando será feito?), who (responsável por fazer), how (como será feito?) e how much (quando irá custar?). Ou seja, é uma metodologia que busca a resposta concisa para essas cinco perguntas. Dessa forma, a execução da atividade ou processo ocorre de maneira mais clara e objetiva.

7. Kaizen: Também não se trata de uma ferramenta da qualidade, mas sim de uma filosofia que teve origem no Japão. Kaizen, significa em tradução literal "mudança para melhor". Seu conceito teve origem nas indústrias japonesas, surgindo após a Segunda Guerra Mundial. Um dos grandes responsáveis por esse método, é o professor Masaaki Imai, considerado o pai do Kaizen e fundador do Kaizen Institute. O principal lema da filosofia é "hoje melhor do que ontem e amanhã melhor do que hoje". O Sistema Toyota de Produção é famoso pela aplicação da filosofia Kaizen em seus processos. Em resumo, é uma metodologia que busca a redução de custos e o aumento da produtividade através da melhoria contínua.

Conclusão - Ferramentas da qualidade


Recapitulando, as ferramentas da qualidade são técnicas ou instrumentos que possuem a finalidade de definir, mensurar, e propor soluções para problemas que afetam as atividades, processos, produtos e serviços de uma organização. Como vimos ao longo do texto, elas foram estruturadas a partir da década de 50, com base em práticas e conceitos já existentes. O uso das ferramentas da qualidade é de grande ajuda para os gestores e sistemas de gestão, uma vez que fazem uso da estatística e de dados analíticos que auxiliam os processos e procedimentos organizacionais, na busca por melhores resultados.


Em resumo, as sete ferramentas da qualidade mais conhecidas são o diagrama de pareto, diagrama de ishikawa, o diagrama de dispersão, a folha de verificação, o histograma, o fluxograma e a carta de controle. Juntas, essas sete ferramentas fazem parte de um grupo específico de métodos estatísticos elementares. O cenário ideal é que todos os colaboradores da empresa tenham conhecimento e façam uso das ferramentas da qualidade, a fim de otimizarem seus processos e atividades ao nível mais próximo da excelência. Quando devidamente aplicadas, as ferramentas possuem a capacidade de elevar os níveis de qualidade da organização, melhorando projetos, serviços e produtos, ao mesmo tempo que ao mesmo tempo que aumentam a capacidade competitiva da companhia.

Até a próxima pessoal!

Autor: Rafaela Sales
Referências Bibliográficas:
MAXIMIANO, Amaru. Teoria Geral da Administração. Atlas, 2012
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. Elsevier, 2004.
PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre Reis. Administração da produção. UnicenP, 2007.

-----

Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS