administração

Administração da Produção e Operações


A Administração da Produção e Operações


Administração da Produção e Operações

Essa é a nossa quarta postagem da série "Conhecendo a Administração" e através dela vamos falar um pouco sobre a administração da produção e operações, transmitindo seus conceitos, situação do mercado de trabalho, falar um pouco sobre o profissional da área e algumas de suas particularidades. A administração da produção, pode não ser a área favorita dentre os graduandos e concluintes do curso de administração, porém, vale ressaltar que ela possui a mesma importância que os demais setores do curso. Possuindo como principal finalidade, o intuito de agregar valor ao produto final.


A administração da produção e operações diz respeito àquelas atividades orientadas para a produção de um bem físico ou até para a prestação de um serviço qualquer, por exemplo. Dessa forma, podemos dizer que, a "produção" liga-se mais à atividade industrial, enquanto que "operações" volta-se mais para a prestação de serviços. Nós também sabemos que a administração da produção é a função administrativa responsável pelo desempenho de técnicas de gestão da produção de bens e serviços, já que possui como principal finalidade o desenvolvimento de produtos e serviços a partir de insumos.

Conceito da Administração da Produção


Processo Administração da Produção

Como todos os setores da Administração, a produção também possui diversas conceituações, sendo a mais utilizada a de Nigel Slack, onde ele diz que "A produção é a área responsável por desenvolver produtos ou serviços a partir de insumos (matérias-primas, informações, consumidores, etc.)  através de um sistema lógico, criado racionalmente para realizar essa transformação." (Slack, 1999). Transformação é o uso de recursos para mudar o estado ou condição de algo para produzir saídas. A maioria das operações produz tanto produtos como serviços, porém, são os processos de transformação que podem ser de diferentes tipos.

Apesar de não ser a única área da administração a se relacionar com a empresa e seu negócio, a administração da produção é de suma importância para toda e qualquer organização. A gestão da produção (como também é chamada), é responsável pela produção dos bens e serviços que são disponibilizados posteriormente aos clientes, estes por sua vez, são a razão da existência de uma empresa. Como muitos já sabem a administração está interligada com diversas outras áreas, e com a produção não é diferente.

O processo de produção, principalmente sob o ponto de vista operacional, engloba os recursos transformadores (atua como um agente catalisador, permitindo que a transformação aconteça) e recursos a serem transformados (convertidos por meio do processo), onde após serem submetidos ao processo produtivo, dão origem ao produto final, ou seja, os bens e serviços de uma organização. É certo dizer que, a administração da produção possui a principal finalidade de transformar insumos em algum resultado pretendido. A transformação pode ocorrer através do processamento de materiais, informação, ou consumidores.

A Administração da Produção nas Organizações


Classificação do Processo da Administração da Produção
Como dito antes, a administração da Produção é a maneira como uma empresa produz seus bens e serviços. Para a indústria é possível controlar com certa rigidez a qualidade e quantidade dos insumos, o que, notavelmente, leva a uma maior uniformidade dos produtos. Vale ressaltar que as saídas do processo produtivo geralmente apresentam o produto final que fora desejado, porém, também podem vir a apresentar sub-produtos irregulares.

Já em relação aos serviços, é comum ocorrer certa variação, no que se exige em termos de insumo para a prestação dos mesmos. Para um entendimento mais fácil, podemos dizer que no geral, o processo da administração da produção se inicia pelo input (entrada da matéria-prima), ocorrendo depois a transformação, e por fim o output (que é a saída do produto/serviço final). Esse processo ainda pode ser classificado da seguinte maneira:

1. Volume: Sistema de grande volume de produção, possui alta repetição da tarefa, possibilitando a especialização de trabalhadores e a sistematização dos procedimentos de trabalho. Esse tipo de operação possui um baixo custo unitário, uma vez que seus custos fixos são diluídos de acordo com os números que a produção apresenta (número elevado).

2. Variedade: Esse tipo de classificação, se refere aos produtos e serviços singulares (únicos) e padronizados, que possuem um alto nível de customização. Nessa classificação os produtos possuem uma melhor qualidade, entretanto, os produtos padronizados possuem uma taxa menor de erro e como consequência custos baixos e maior qualidade.

3. Variabilidade (da demanda): Ocorre de acordo com a variação da demanda (que pode ser estável ou instável). O seu custo vai depender da variação imposta pela demanda. Nesse aspecto, é importante a empresa se preparar para os momentos de alta demanda, utilizando-se da contratação de profissionais temporários.

4. Visibilidade:  Produção exposta ao cliente, com operações de alto contato, exigindo funcionários qualificados para interagir com o público (varejo), e baixo contato, que possui um custo menor por não exigir funcionários qualificados (e-commerce). Visibilidade baixa possui uma alta usabilidade,  trabalhando com prazos compridos e com custos e estoques reduzidos.

O profissional da Administração da Produção


O profissional de administração da produção, é um especialista em processos de fabricação e possui responsabilidades como aumentar, otimizar e garantir a produção, assim como, se certificar da qualidade final de tudo que é fabricado. O profissional pode trabalhar em qualquer tipo de manufatura industrial, de pequeno a grande porte, pode atuar também nas áreas de qualidade, manutenção, engenharia de processos, de produtos e técnicas de operações. A maior demanda para este tipo de profissional está na região sudeste, em razão do grande parque fabril.

Esse profissional deve ter em mente, que o mais importante a ser considerado ao término de um processo produtivo, é a qualidade dos bens e serviços, a velocidade de entrega, a confiabilidade e flexibilidade do que foi produzido e o custo da produção. Ao fim do ciclo, é necessário e importante ressaltar os pontos positivos e negativos do processo, melhorando o controle e as etapas do mesmo. O profissional da administração da produção deve ter sempre o intuito de otimizar a produção cada vez mais, seja por meio de técnicas como o ciclo PDCA, ou através da metodologia lean Seis Sigma, por exemplo.

Nos últimos anos, a evolução tecnológica, principalmente nas áreas de comunicações e informática (tecnológica), ocorreu numa velocidade tão grande que seus impactos podem ser sentidos em todas as áreas de uma organização. Diante desse cenário, as empresas inflexíveis, concebidas para reproduzir serviços e produtos por meio de seus processos rígidos, perdem demasiada competitividade. É praticamente certo dizer, que nos dias atuais, é fundamental que as companhias tenham em mente a necessidade de se contratar a mente e o coração (motivação) do trabalhador e não apenas a sua mão-de-obra.

Conclusão - Administração da Produção e Operações


Recapitulando, a administração da produção pode ser considerado como o campo de estudo dos conceitos e técnicas aplicáveis à tomada de decisões na área da produção voltada às empresas industriais, ou operações voltada para as empresas de serviços. O principal objetivo dessa área é o de alcançar a eficiência e eficácia na administração dos recursos físicos e materiais, possibilitando a empresa a transformação de matéria prima em produtos ou serviços, agregando valor aos mesmos. É uma ciência prática, que trata dos problemas da empresa de forma real e concreta.

Segundo Slack (2002), a administração da produção envolve todos e os mesmos conjuntos de atividades para qualquer organização independentemente do seu tamanho. Porém, para que toda empresa atinja seus objetivos ela deve calcular e planejar antecipadamente a sua produção, sendo que ao mesmo tempo deve existir também o monitoramento e o controle da mesma. Para isso, existe o PCP (planejamento e controle da produção), que visa aumentar as atividades e a eficiência e a eficácia da empresa através da administração da produção.

Sendo assim, com o que fora exposto no texto conseguimos perceber a importância do setor de produção para uma empresa. Essa área tem sob sua responsabilidade os recursos físicos e materiais de uma organização, transformando e realizando o seu processo produtivo. É importante citarmos também, que no Brasil nós temos três setores principais quando falamos em administração da produção, eles são: o setor primário (produzem matéria prima), o secundário (transforma a matéria prima em manufatura) e o setor terciário (comercializa os produtos). A preocupação com a eficácia do processo fica a cargo da estratégia da produção, que utiliza um sistema lógico para realizar a transformação e concluir o ciclo do processo.

Até a próxima!

-----

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS