administração

O conceito de administração de empresas

O que é administração de empresas?


administração de empresas

Quando escutamos essa pergunta, de pronto já pensamos em algo fácil de responder, uma vez que a ciência da administração se encontra em tudo e em todo lugar. Mas de certo, a administração é muito mais do que os conceitos habituais de "administrar coisas" e "gerenciar pessoas". Um erro comum, é o fato de que muitas pessoas quando falam em administração, na maioria das vezes não estão falando na administração de empresas e organizações, mas sim no quesito pessoal, como orçamento familiar, ou até mesmo relacionamentos.


Explicando de uma maneira simples, administração de empresas é o ato de administrar é o mesmo que gerenciar negócios, pessoas ou recursos, tudo isso com o objetivo de atingir metas pré-definidas. Ela é a matéria que estuda e sistematiza as práticas empresariais. A administração é uma área fundamentada em princípios, normas e funções - todas elaboradas com o intuito de favorecer alguns fatores, como por exemplo, a maximização dos lucros, a produção de um determinado produto, ou ainda a prestação adequada de um serviço.

Um pouco da história da administração de empresas


Pode-se dizer que a administração teve sua origem na Suméria, por volta de 5.000 a.c. Foi um método que surgiu com o intuito de auxiliar os povos na resolução dos problemas práticos de sua época e que com o passar do tempo, passou a ser aplicada de maneira habitual em diversos setores, tais como políticos, econômicos e sociais. No Egito, por exemplo, Ptolomeu criou um sistema econômico planejado, o qual era preciso utilizar-se da administração para operacionalizar os mais variados setores públicos.

Com a evolução das civilizações e o nascimento da Revolução Industrial, ocorrida na Inglaterra em meados do Século XX, a administração de empresas sentiu a necessidade de organizar os estabelecimentos que estavam nascendo e trazendo consigo situações que nunca foram vivenciadas. Essa necessidade levou os profissionais de diversas áreas, à buscarem soluções específicas para problemas que ainda não existiam na época e com isso a aplicação de ciências e métodos variados, que deram origem a ciência da administração.

Henri Fayol foi o primeiro grande autor a definir as funções básicas do administrador, sendo elas: planejar, organizar, coordenar, comandar e controlar (mais conhecida como POC3). Além de Fayol, também existiram outros grandes nomes, como por exemplo, Frederick Taylor, Henry Ford, Max Weber, que também contribuíram de maneira significativa com a administração. Atualmente, um dos principais nomes da administração de empresas é o de Peter Drucker, famoso pelas suas contribuições na abordagem neoclássica da administração.

Explicando o conceito de administração de empresas


O Conceito de Administração de Empresas

A palavra administração possui origem no latim administer, onde ad significa direção, e minister subordinação. Por esse motivo, diversos autores definem essa ciência de diversas maneiras, sendo uma bem conceitual a definição que estabelece a administração como o ato de trabalhar com e através de pessoas, a fim de realizar os objetivos tanto da organização quanto de seus membros. Dessa maneira, pode-se entender que a disciplina gira em torno de uma ação que atua através das pessoas, planejando, organizando, dirigindo e controlando o uso de recursos, com o intuito de alcançar um objetivo comum.

A administração de empresas é um ramo da ciência humana, caracterizado pela aplicação prática de funções, normas e princípios dentro das organizações, ou seja, é o elo entre a direção de ações e a gestão dos recursos, onde ambos visam o alcance dos objetivos empresarias. Cabe ao profissional de administração, combinar os meios na medida exata, para que assim consiga tomar decisões que beneficiarão tanto a empresa quanto seus colaboradores. Com isso, perceba que administrar uma empresa envolve muito mais do que apenas aplicar teorias e métodos, sendo necessário também vivência profissional.

O que se estuda no curso de administração de empresas?


O curso superior de administração de empresas procura formar profissionais de mercado que serão responsáveis pelo gerenciamento da rotina diária de uma companhia, desde o controle de seus recursos financeiros, materiais e humanos, até os mais variados casos de desenvolvimento de estratégias de mercado. No curso, o aluno será capaz de entender sobre as mais diversas áreas de negócios, abrangendo administração financeira e orçamentária, materiais, produção e logística, mercado e marketing, planejamento estratégico, administração de recursos humanos, sistemas de informação, teorias administrativas e muito mais.

Com o intuito de simular cada vez mais o ambiente corporativo, as universidades passaram a utilizar jogos empresarias, estágios direcionados, empresas juniores, entre outras atividades complementares. Tudo isso com o objetivo de trazer um pouco da realidade empresarial para o aluno, ou seja, uma maneira de ver na prática o que se estuda na faculdade. Todo estudante do curso de administração de empresas deve sempre buscar o desenvolvimento de capacidades voltadas ao mercado, tais como análise de ambiente, trabalho em equipe e tomada de decisão. Esses são pontos cruciais na base de um administrador moderno.

Conclusão - administração de empresas


Com o que foi exposto ao longo do texto, podemos entender que a administração de empresas é praticada por organizações de todos os tipos e tamanhos, podendo ser pública ou privada. de fins lucrativos ou não. Na sociedade atual, as empresas assumiram uma importância sem precedentes, tornando a disciplina de administração vital e indispensável para a sociedade moderna. A administração de empresas é considerada o fator chave para a melhoria da qualidade de vida e solução dos problemas que afligem tanto, a sociedade quanto as organizações. A administração está interligada à tudo.


O sucesso de um administrador na vida profissional não está inteiramente relacionado apenas ao que lhe foi ensinado na universidade, ao seu brilhantismo acadêmico, ou ao seu interesse pessoal em praticar o que aprendeu nas salas de aula. Esses aspectos são importantes, porém estão condicionados à características de personalidade, ao modo pessoal de agir de cada um. O conhecimento tecnológico da ciência da administração é importantíssimo, básico e indispensável, mas depende, sobretudo, da personalidade e do modo de agir de cada um, ou seja, de suas habilidades interpessoais.

Resumindo, a administração de empresas reforça a ideia de que essa ciência é uma área do conhecimento humano repleta de complexidades e desafios. O profissional que utiliza dessa matéria como meio de vida pode atuar nos mais variados níveis de uma organização, seja ele o nível hierárquico, ou até mesmo o de dirigente máximo da empresa. Porém, o mais importante é ressaltar que vivenciamos numa era de mudanças, incertezas e perplexidade. A Era da Informação está trazendo novos desafios para as organizações e, sobretudo, para sua administração. Nunca como agora, a teoria administrativa e o administrador se tornou tão imprescindível para o sucesso das companhias e também de seus negócios.

Até a próxima galera!

-----

Veja também:

-Administração Geral;
-Administração Financeira e Orçamentária;
-Administração de Marketing;
-Administração de Recursos Humanos;
-Administração da Produção;
-Administração de Materiais;
-Administração de Sistemas de Informação.

Autor: Marcelo Bastos
Referências Bibliográficas:
MAXIMIANO, Amaru. Teoria Geral da Administração. Atlas, 2012
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. Elsevier, 2004.

-----

Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS