administração

Gestão de Projetos - Do conceito à gerência


O conceito de Gestão de Projetos


Gestão de Projetos

Antes de falarmos sobre os conceitos da gestão de projetos, é importante entendermos também um pouco sobre a própria definição do que é um projeto. Basicamente, pode-se dizer que um projeto é uma iniciativa única, a qual possui um objetivo específico, um início e um fim bem definidos (dead line). Um projeto se trata de um conjunto de atividades temporárias, que são realizadas geralmente em grupos e destinadas a produzir um resultado único dentro da organização. Vale ressaltar ainda que um projeto é temporário, uma vez que ele possui seu início e fim previamente definidos, como também o seu escopo e recursos.


Já em relação à gestão de projetos, podemos dizer que esta se trata da aplicação de conhecimentos, habilidades e técnicas que visam realizar um conjunto de objetivos para garantir que um projeto tenha sucesso. As práticas da gestão de projetos podem ser mais facilmente descritas em seus processos, que se classificam em cinco grupos (início, planejamento, execução, controle e fim) e também em áreas do conhecimento. No geral, essa forma de gerenciamento visa definir e alcançar o objetivo de um projeto, ao mesmo tempo em que otimiza o uso de seus recursos e minimiza seus riscos.

O que é gerenciar um projeto?


Fatores da Gestão de Projetos
De forma simples, podemos dizer que se trata da aplicação de técnicas que visam garantir o sucesso de um projeto, envolvendo desde o seu início até o fim, passando pelas etapas de planejamento, execução e atividades de controle. É certo dizer que a gestão de projetos varia a partir de cada projeto, uma vez que estes possuem suas particularidades e níveis de dificuldade distintos, mas que ao mesmo tempo também possuem um conjunto de ações que giram em torno da estratégia da empresa

É possível que certos projetos sejam gerenciados apenas utilizando poucas pessoas e ferramentas, enquanto que para outros seja necessário práticas mais avançadas e equipes mais amplas. Para que o projeto ocorra dentro dos padrões desejados, por vezes, é necessário que exista uma boa metodologia e integração entre os participantes. Esta metodologia será o conjunto de processos, documentos e regras que irão auxiliar o desenvolvimento do trabalho dentro da organização. Para facilitar o entendimento, Project Management Institute compilou as melhores práticas aplicadas ao redor do mundo em uma única obra - chamada de Guia PMBOK.

Esse guia possui inúmeros processos, técnicas e ferramentas a serem usadas ao longo das cinco fases de um projeto. O Guia PMBOK é mundialmente conhecido e aceito como uma diretriz padrão, ou um conjunto de técnicas modernas de gerenciamento de projetos que aumentam a probabilidade do mesmo de atingir o objetivo para o qual ele foi criado. Além disso, é importante ressaltarmos que a gestão de projetos também é uma competência estratégica para a organização, pois ela habilita a união entre os resultados alcançados com os objetivos do negócio, aumentando ainda mais sua estratégia competitiva e melhorando seu desempenho no mercado. Lembre-se que comunicação, integração e monitoramento também são fundamentais para o sucesso do projeto e a boa gestão do mesmo. 

Abordagens da Gestão de Projetos?


Sabe-se que vários autores abordam a gestão de projetos atualmente, mas no geral existem poucas variações de conceito. Quando reduzimos à sua forma mais simples, especificando também algumas de suas áreas do conhecimento, a gestão de projetos pode ser aplicada como um instrumento capaz de manter os riscos do ciclo de vida de um projeto em um nível tão baixo quanto necessário, facilitando ao mesmo tempo as oportunidades de eventos favoráveis para o mesmo. É importante lembrar que os riscos decorrem das ameaças, que por sua vez possuem origem nas incertezas que envolvem o projeto e seus eventos.

A variação entre a abordagem do PMBOK, comumente utilizada nas indústrias, e as demais abordagens da gestão de projetos não chega a serem tão extremas entre si. O mais importante é lembrar que nem todos os projetos irão seguir os mesmos estágios, assim como uns podem ser encerrados em tempos menores do que outros e vice-versa. O correto é lembrar de que a elaboração de um projeto visa o atendimento de uma necessidade (ou oportunidade), seja para o cliente ou para a empresa em si e que embora os nomes técnicos variem, os estágios "reais" comumente seguem os mesmos passos em busca do objetivo final.

As funções do gerente de projetos


Gerente de Projetos

A gerência de um projeto é frequentemente objeto sob responsabilidade de um indivíduo (ainda pouco conhecido no mercado nacional) chamado de gerente de projetos. O gerente de projetos é a pessoa responsável por alinhar todo o projeto, integrando a equipe e os recursos e trabalhando para que o projeto alcance seu objetivo. Por outro lado, em algumas empresas também podemos identificar um PMO, ou Project Management Office, que é um grupo de pessoas os quais são responsáveis pelo gerenciamento dos projetos (treinamentos e padronizações) e geralmente são lideradas por um gerente ou diretor.

Em grande parte das empresas, o gerente de projetos não chega a participar diretamente das atividades operacionais do projeto, ou que produzem os resultados mais visíveis, mas sim atuando de maneira mais estratégica exercendo a função de gerenciar e acompanhar o progresso do empreendimento, verificando seus desvios e mantendo o foco nas três principais variáveis do projeto (escopo, tempo e custo). Existem variáveis previsíveis e controláveis, mas também existem as variáveis incontroláveis que necessitam de uma análise mais aprofundada por parte do gerente de projetos, bem como de um plano capaz de saná-la. 

No geral, o gerente de projetos é a pessoa que determina e executa as necessidades do cliente, seja por indicação deste, ou baseado em seus próprios conhecimentos. A habilidade de adaptar-se aos diversos procedimentos pode lhe proporcionar um melhor gerenciamento das variáveis apresentadas durante o projeto, ocasionando assim uma maior satisfação e segurança para o cliente. Por fim, o gerente de projetos deve ser capaz de imaginá-lo por inteiro, desde seu início ao término, trabalhando para manter o progresso e a interação mútua dos participantes, reduzindo o risco de fracasso e assegurando que o mesmo seja realizado.

Conclusão - Gestão de Projetos


De forma resumida, uma vez que o termo "gestão" se refere ao ato de gerir, gerenciar ou administrar, também podemos perceber a gestão de projetos como um ramo específico da administração. Naturalmente, devemos levar em consideração o fato de que a gestão de projetos possui seu tempo de execução bem definido, ao contrário das demais que possuem um caráter mais permanente. Além disso, devemos lembrar também que o "gerenciamento" envolve lidar com pessoas em todas as suas etapas, seja a equipe, o cliente, investidor, fornecedores, entre outros. Por isso, algumas habilidades são essenciais para os gestores de projetos, tais como: habilidades de liderança e gerenciamento estratégico.


Os projetos são uns dos principais responsáveis por viabilizar as mudanças nas organizações, sendo em grande parte, mudanças positivas para a mesma. Devido a competitividade do ambiente de negócios, toda empresa deve buscar a inovação constante, lançando novos produtos, criando novos processos, ou otimizando o atendimento das necessidades de seus clientes de alguma maneira. Realizar uma gestão efetiva dos seus projetos é crucial para uma empresa, pois além de ser um diferencial competitivo, consegue torná-la mais ágil, dinâmica, e capaz de entregar muito mais valor para seu cliente externo.

Nas últimas décadas, o uso e a valorização da gestão de projetos cresceu de maneira incrível. As organizações que são líderes em seus segmentos utilizam com bastante sucesso a gestão de projetos, a fim de aprimorar sua vantagem competitiva dentro do mercado em que atua. Tais empresas, ao agregarem maior valor ao seu produto ou serviço, provavelmente serão muito mais valorizadas por seus clientes do que as demais, gerando assim maior satisfação e fidelização dos mesmos. Portanto, os benefícios de se utilizar da gestão de projetos, que vão desde o melhor uso dos recursos até incríveis reduções de custos corporativos, são fundamentais para garantir a sobrevivência e longevidade da empresa como um todo.

Até a próxima!

Referências Bibliográficas:
Project Management Insitute. Guia PMBOK 5º Ed. Saraiva, 2014.

-----

Veja também:

- Gestão da Qualidade;
Gestão do Conhecimento;
- Gestão Estratégica;
- Gestão Ambiental;
- Gestão Financeira;
- Gestão de Pessoas.

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS