administração

Peter Drucker, o pai da administração moderna

Quem foi Peter Drucker?


Peter Drucker e a Administração

Peter Drucker, nasceu em 1909, em Viena, na Áustria. Seus conhecimentos sobre a ciência da administração teve início ainda com seus pais, que costumavam realizar encontros com famosos personagens políticos e econômicos da época. Quando adulto, formou-se em Frankfurt, na Alemanha, onde realizou o doutorado em Direito Público Internacional na universidade da cidade. Com o tempo, passou a viver em Londres onde trabalhou como economista e jornalista durante anos. Em 1937, mudou-se para os Estados Unidos, atuando como correspondente do jornal de economia Financial Times.


Por fim, em 1971, ingressou como professor na Claremont Graduate University, onde lecionou por 30 anos. Peter Drucker foi um renomado escritor, professor e consultor administrativo. Considerado por muitos, o pai da administração moderna, ele era o autor mais reconhecido dentre os que estudavam os efeitos da globalização na economia em geral e em particular nas organizações. Drucker enxergava a administração de empresas como uma ciência que trata das pessoas nas organizações e também como a principal ferramenta da sociedade moderna. Seu estilo era único e foi considerado o seu mais importante diferencial.

A importância de Peter Drucker para a administração


Peter Drucker não é considerado o pai da administração moderna à toa. O seu legado nessa área de estudo é extraordinário. Drucker teve uma longa e extensa carreira como especialista em gestão e negócios, escrevendo ao todo mais de 30 livros, que juntos desencadearam uma revolução única na maneira de gerir uma organização. Ele introduziu aos negócios a ideia de descentralização, invertendo a forma que os líderes enxergavam os trabalhadores.

Ao definir a administração de empresas, como uma disciplina, Peter Drucker a declarou como uma ciência prática e humanista, a qual não se restringia apenas às questões corporativas, mas que procurava englobar fundamentos da teoria política, psicológica, filosófica, econômica, histórica, matemática, entre outras. Drucker se descrevia como um "ecologista social", que extraía conhecimento da observação humana e afirmava que as teorias não tinham vida sem a perspicácia da comunicação.

Ao longo de mais de 70 anos, as contribuições de Drucker influenciaram milhares de pessoas, incluindo grandes nomes da atualidade. Bill Gates (fundador da Microsoft) e Henry Ford (fundador da Ford Motors), foram alguns dos nomes que encontraram nos livros do economista austríaco inspiração para compreender as tendências da economia mundial. Dentre suas principais obras, destacam-se os livros Administrando em Tempos de Grandes Mudanças, Tecnologia, Administração e Sociedade, O Executivo Efetivo e Administrando para o futuro. Até hoje, suas teorias são consideradas divisores de águas na administração.

Estilo de abordagem e a Administração Neoclássica de Drucker


O autor costumava dizer que suas obras não possuíam validade de longo prazo, mas que o mais importante era o modo como procurava se comunicar com as pessoas. Drucker afirmava ainda que a empresa que conseguia vender seus produtos e serviços para o cliente certo, no momento ideal, na medida adequada e ao preço correto, teria seus esforços de venda reduzidos, pois o processo atingiria um nível automático, uma vez que a demanda foi devidamente equacionada e trabalhada.

Considerados por muitos o maior guru da administração moderna, pode-se afirmar que não existe teoria da administração atual que não tenha origem nas obras de Peter Drucker. Ele trabalhou de maneira minuciosa os possíveis cenários de negócios, sendo influenciado pela análise das tendências mais marcantes e pelos resultados lógicos conforme apresentavam semelhanças com acontecimentos já ocorridos na história.

Peter Drucker nos trouxe uma das suas mais impressionantes ideias no livro Administração na próxima sociedade, onde expunha que teremos um aumento da mobilidade social a partir do acesso à educação formal. Outro ponto interessante de sua teoria era a existência de duas forças distintas de trabalho, as de pessoas abaixo e acima de 50 anos. Drucker também iniciou o conceito de reprivatizações, que significava a privatização dos serviços públicos com o intuito de reduzir a burocracia atrelados à eles.

Conclusão - Peter Drucker, o pai da administração moderna


De maneira resumida, Peter Drucker enxergava a administração como uma ciência interligada à diversas matérias, das quais extraía conhecimentos valiosos que agregavam aos mais diversos âmbitos da disciplina. No auge da popularidade e também em uma de suas frases mais icônicas, afirmou que nenhuma instituição poderia sobreviver se precisasse apenas de gênios para serem administradas, pois toda organização deveria estar organizada ao ponto de ser capaz de seguir em frente sob uma liderança composta de seres humanos com conhecimentos e personalidades diferentes.


Além dos principais conceitos citados ao longo do texto, Drucker também introduziu no mundo moderno a administração por objetivos, que era caracterizada como um método otimizado de planejamento e avaliação, baseado em fatores quantitativos. O autor foi uma pessoa além de seu tempo, inovando e reforçando a necessidade de nos concentrarmos nas oportunidades que aparecem, e não nos eventuais problemas que surgem. Hoje em dia, as noções ensinadas por Peter Drucker podem parecer obviedades para alguns estudantes de administração, mas não era assim quando ele começou a escrever por volta da década de 40.

Até a próxima pessoal!

-----

Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS