administração

Tipos de Liderança - Qual o melhor estilo?


Do que se trata a Liderança?


Tipos e estilos de liderança

Bem, de uma maneira simples, podemos dizer que a capacidade de liderar é importante para todas as pessoas que dirigem equipes e times. Por se tratar de um papel de grande importância na maioria das organizações, a liderança recebe grande atenção dentro da Teoria comportamental da administração, a qual desenvolve, explora e nos ajuda a entender esse complexo processo social. Existem diversas definições sobre o que é liderança, com uma delas sinalizando que a liderança é a arte de comandar pessoas, atraindo seguidores e influenciando de forma positiva sua mentalidade e comportamentos.


Pode-se dizer também que a liderança é o processo de conduzir as ações ou influenciar o comportamento e a mentalidade de outras pessoas, a fim de atingir um objetivo maior. Por exemplo, um administrador pode ser influenciado por um colega de profissão que nunca viu ou até mesmo que viveu em outra época. Liderança é a realização de metas por meio da direção de colaboradores. O líder é a pessoa que comanda com sucesso seus colaboradores para alcançar finalidades específicas. Já o grande líder, consegue esse feito dia após dia, ano após ano, em uma grande variedade de situações, seja ela positiva ou negativa.

As principais características de um líder


Características de liderança

A liderança é uma função, papel, tarefa ou responsabilidade que qualquer pessoa precisa desempenhar quando é responsável pelo resultado de um determinado grupo. No papel de líderes, algumas pessoas tem mais habilidade do que outras para desempenhar a função, enquanto outras são líderes mais motivados, mais engajados, etc. O estudo da figura humana do líder tenta entender quais comportamentos, traços de personalidade, habilidades, atitudes e outras características pessoais são determinantes para um bom desempenho neste papel.

> Traços de personalidade: Uma das maneiras de estudar a liderança consiste em focalizar a personalidade dos líderes. Esse tipo de estudo se baseia em biografias e incidentes críticos. Com isso foi possível perceber que os líderes possuem determinados traços de personalidade, mas que por outro lado, pessoas que possuem os mesmos traços não são, nem se tornam ,necessariamente, líderes. Até os dias hoje não se conseguiu identificar um conjunto de traços comuns à todos os líderes, mas percebeu-se grande afinidade para as relações pessoais.

> Habilidade de liderança: Outra linha de pensamento focaliza a liderança nas habilidades desenvolvidas ao longo da vida humana. Partidos políticos, centros acadêmicos e outras agremiações podem ser considerados escolas de desenvolvimento das habilidades de liderança. Habilidades relacionadas à comunicação demonstram que certas características podem ser desenvolvidas, sendo esta o alicerce da liderança. O requisito básico para um líder é saber transmitir sua mensagem de modo a persuadir, inspirar e motivar seus seguidores.

Tipos e estilos de liderança


> Liderança bidimensional: A liderança orientada para tarefa e a liderança orientada para as pessoas, a princípio, foram considerados estilos em oposição, da mesma forma que se pensava a respeito da autocracia e democracia. Porém, à medida que a pesquisa sobre liderança avançou, verificou-se que esses estudos não se tratavam de polos opostos, mas sim de limites de um mesmo território. Dessa forma surgiu a visão bidimensional de liderança, segundo a qual o líder poderia realizar a combinação de dois estilos ao seu comportamento (tarefas + pessoas), ou enfatizá-los simultaneamente.

> Liderança situacional: Em essência o tipo de liderança situacional sinaliza que o estilo à ser aplicado depende da situação ou do momento em que o líder se encontra. Nela o líder deve flexibilizar seu comportamento a fim de ajustá-lo à situação. Como exemplos de situação, nós podemos citar o clima organizacional, o grupo de trabalho, a natureza da tarefa e a pressão do tempo. No geral, as situações vividas dentro da organização podem ser avaliadas por três critérios: o gerente, os funcionários e a própria situação.

> Liderança transacional ou carismática: São os tipos que se baseiam nas recompensas que o líder oferece aos seguidores, seguindo um estilo mais motivacional. Quando focamos no estilo motivacional, é possível identificar dois tipos de liderança: a carismática e a transacional. O líder carismático possui um contrato "psicológico" com seus seguidores, atuando para inspirar e transformar o ambiente, ou seja, é um agente de mudanças. Por outro lado, o líder transacional possui um contrato calculista, apelando para os interesses e necessidades de seus colaboradores, tais como promoções, aumentos e mais autonomia.

Como desenvolver a liderança?


Qual seu tipo de liderança?

A liderança pode surgir de forma natural, quando uma pessoa se destaca no papel de líder, sem possuir necessariamente um cargo de liderança. De maneira mais racional e formal, um líder é uma pessoa que dirige ou aglutina um determinado grupo, podendo estar inserido em diversos contextos, que variam de acordo com a característica do ambiente e da atividade. Vale ressaltar que nem sempre as lideranças de uma organização estão no topo da pirâmide, pois muitos líderes se formam naturalmente entre as pessoas, uma vez que suas atitudes são vistas como inspiradoras e motivadoras pelos demais.

Não estaria errado dizer que a liderança é uma das habilidades mais almejadas pelo mercado atualmente e também pelos profissionais que buscam destaque em suas carreiras. Entretanto, é preciso ter em mente que conseguir desenvolver essa habilidade não é fácil (com exceção das pessoas que nascem com o dom). Diversas pessoas se enganam ao achar que apenas gerenciar uma equipe é a mesma coisa que ser o líder dela. Liderar não é necessariamente gerenciar. Para ser um bom líder, você precisa saber ouvir, exercer influência positiva e ter uma gama de características que irão favorecer sua habilidade de liderança.

Conclusão - Tipos e Estilos de Liderança


Recapitulando, é necessário entender que não se deve enxergar a liderança apenas como uma habilidade pessoal, mas também como um processo interpessoal que pode variar do contexto no qual o líder está vivenciando, assim como outros elementos que impactarão na performance do líder e de seus colaboradores. É importante levar sempre em consideração as características do líder, suas habilidades, os aspectos da missão, tarefa e a sua motivação, assim como a de seus liderados. O líder é aquela pessoa capaz de influir nos demais, é a pessoa que motiva o grupo, com sua capacidade de direção lhe definindo.


O verdadeiro líder é facilmente reconhecido pela forma como conduz sua equipe, exercendo influência pessoal, motivando-a a ser forte e a trabalhar em torno de um objetivo comum. O que liga o líder aos seguidores é a existência de uma tarefa, meta ou missão. Sem esse componente não há liderança, apenas influência ou popularidade. Apenas com um objetivo que atraia seguidores, o líder em potencial, pode de fato se tornar o líder real. Uma característica determinante para o líder é saber equilibrar o uso do poder e da autoridade, lembrando sempre do lado humano e da necessidade do bom relacionamento com sua equipe.

Não importa qual o tipo de liderança, o líder nunca pode se considerar superior à sua equipe ou a qualquer um dos integrantes que fazem parte dela. Nunca deve utilizar apenas de seu posto para exercer sua liderança, pois dessa maneira dificilmente conquistará a confiança de seus liderados. Por outro lado, também não pode ser paternalista demais, ou seja, aquele que faz tudo sozinho por ser muito "bonzinho" e não se impor perante sua equipe. Deve ser sempre ponderado, mantendo um equilíbrio entre a hierarquia e a democracia. Como citamos acima, nos dias atuais, pessoas com habilidades de lideranças são cada vez mais desejadas, isto ocorre devido a capacidade de engrenar um grupo, visando um mesmo objetivo, e com isso, fazendo com que a corporação cresça cada vez mais.

Até a próxima pessoal!

Referências Bibliográficas: 
MAXIMIANO, Amaru. Teoria Geral da Administração. Atlas, 2012.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. Elsevier, 2004.
MAcGREGOR, Douglas. The Human Side of Enterprise. New York: Harper e Row, 1970.

-----

Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS