administração

Modalidades de transporte - História e Análise


As principais modalidades de transporte


Modalidades de transporte - Marítimo

Atualmente, existem diversas modalidades de transporte utilizados para os mais inúmeros fins. Esse transporte pode ser tanto para o uso cotidiano das pessoas, como também, ferramentas empresariais com intuito de encurtar distâncias entre produtor e consumidor. É importante lembrarmos, que desde os tempos remotos, os meios de transporte são de extrema relevância para a humanidade, uma vez que, auxiliaram e colaboraram para o nosso desenvolvimento como sociedade. Segundo alguns estudiosos, o primeiro meio de transporte inventado fora o aquático, ainda na Pré-História. Para construir as canoas e botes usados para atravessar rios e lagos, os homens usavam troncos de madeira, bambus e juncos.


Com o passar dos anos, as formas de transporte foram se aprimorando, acompanhando de forma gradual o desenvolvimento tecnológico. Essa mudança foi um importante propulsor para diversas descobertas nas ciênciais sociais, tecnológicas e econômicas. O exemplo mais extraordinário desse movimento se trata da Expansão Marítima, que ocorreu no século XV. Todo conhecimento científico sobre os ventos, desde a invenção do astrolábio, da bússola, até a construção das caravelas facilitou a saída dos europeus de seu continente, assim como a chegada ao outro lado do Atlântico. Tal fato desencadeou nada menos do que a descoberta das Américas e, posteriormente, a sua conquista.

Modalidades de transporte internacional


Modalidades de transporte
Pode-se notar a importância dos transportes para o ser humano e as suas principais contribuições aos longos dos anos. É importante lembrar, que nós também sempre tivemos os meios de transportes como ferramentas para atividades comerciais, realizando o transporte de cargas pela terra, pelo mar e pelo ar, práticas estas existentes nas primeiras sociedades organizadas.

Com a situação atual de nosso mundo globalizado, os transportes possuem papel ainda mais relevante, o intenso comércio mundial demanda formas de se transportar produtos cada vez mais eficientes e rápidas. Empresas e companhias que organizam da melhor forma seus processos logísticos provavelmente irão se destacar entre as demais, conseguindo assim atender os anseios de seus clientes e crescer no mercado em que atua. Podemos ver a seguir um conceito básico relacionado aos transportes no comércio exterior: "O transporte de mercadorias no comércio exterior é a etapa que compreende o deslocamento físico de seu produto, desde o seu local de produção (sua empresa) ou armazenamento, até o local acertado com o seu importador (comprador).".

Na atividade de comércio exterior, por exemplo, a escolha da modalidade de transporte adequada para o envio ou recebimento da mercadoria faz toda diferença no custo final da operação. A modalidade deve ser bem analisada pelo contratante, adequando as necessidades das partes envolvidas e as características dos produtos à serem transportados. Exemplo: Geralmente cargas muito pesadas são levadas apenas em navios, este transportador usualmente possui as características desejadas para este tipo de mercadoria. Pode-se dividir as modalidades de transporte em quatro categoriais: transporte ferroviário (Trens); transporte marítimo (Navios e outras embarcações); transporte aéreo (Aviões e aeromodelos); transporte rodoviário (Automóveis).

Integração no uso das modalidades de transporte


Com o exposto acima, podemos destacar a segunda e terceira modalidade de transporte como as mais utilizadas no comércio internacional e demais setores, uma vez que, podem percorrer maiores distâncias no transporte das mercadorias, possuem maior velocidade na entrega e segurança no percurso. Essas modalidades também são os modais mais caros entre os existentes, grande parte devido aos altos custos envolvidos em suas operações. As várias modalidades de transporte existentes também podem ser utilizadas conjuntamente e de forma integrada, o que chamamos de intermodalidade e multimodalidade:

Intermodalidade: Esse modelo se caracteriza basicamente pelo transporte da mercadoria em duas ou mais modalidades (ocorrendo uma integração, ou transposição de uma para outra), em uma mesma operação, no qual cada transportador emite um documento e responde, de maneira individual, pelo serviço que presta. De forma simplificada, representa a emissão de documentos de transporte independentes, onde serão despachados um documento por transportador, e por meio do qual cada um irá assumir a responsabilidade pelo seu transporte.

Multimodalidade: Neste modelo, será emitido um único documento de transporte, independente da combinação de meios que serão utilizados no percurso, como por exemplo, ferroviário e marítimo, ou rodoviário e aéreo. É importante sabermos que na multimodalidade existe a emissão de um documento único, que será emitido pelo OTM (Operador de Transporte Multimodal), onde o mesmo operador de transporte ficará responsável pela carga desde seu ponto de partida até a entrega final ao destinatário.

Os transportes ferroviário e rodoviário são utilizados internamente nos continentes, mas também são considerados como modais de transporte internacional, já que realizam trocas de mercadorias entre países de um mesmo território. Estes meios de transporte também são de grande relevância, principalmente, para as empresas e clientes que as utilizam, uma vez que, são modalidades de custos bem menores em relação aos modais aéreo e marítimo. O transporte aéreo é utilizado preferencialmente para movimentar passageiros e mercadorias urgentes ou de alto valor e por isso possui um dos fretes mais caros, dentre as modalidades. Por último o transporte marítimo utiliza como via de passagens os mares abertos, transportando tanto mercadorias quanto pessoas. O ramo fluvial é utilizado em lagos e rios.

Conclusão - Modalidades de transporte


Recapitulando, ao planejar a movimentação da carga pela cadeia de distribuição, o importador ou exportador deve escolher qual o modal de transporte mais apropriado para conduzir sua mercadoria. Como fora exposto no texto, cada modal apresenta vantagens e desvantagens entre si, sendo importante avaliar todos os elementos e particularidades do transporte, tais como custo, características, rotas utilizadas, capacidade, segurança entre outros, para assim determinar qual modal terá o melhor custo x benefício. Será o setor logístico que fará o planejamento acerca da escolha do melhor modal.


A infraestrutura existente em cada localidade irá influenciar diretamente na escolha da modalidade de transporte, tendo em vista que a realização de um transporte de mercadoria deve ser viável através do modal escolhido, por exemplo, se um determinado local não possui porto, o transporte não poderá ser concretizado utilizando-se um navio ou embarcações marítimas, sendo necessário optar por outra forma de se entregar o produto, seja via aérea ou rodoviária. O principal intuito da escolha do melhor modal, é o de transportar mercadorias garantindo a integridade da carga, no prazo certo, e a baixo custo.

Por fim, compreender como funciona cada modalidade existente se trata de uma das funções do profissional de comércio exterior e do profissional de logística. Ambos possuem a finalidade de adequar a realidade do cliente ao modal a ser utilizado, analisando os custos e singularidades envolvidas em cada operação. O transporte é uma das principais funções logísticas e representa 60% de seus custos. Com isso, uma má escolha do transporte pode acarretar em custos excessivos ao cliente ou problemas operacionais no manejo das mercadorias, ocasionando prejuízo ou inviabilizando completamente a operação.

-----

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS