administração

O conceito e a importância do Naming


O Poder da Marca


Naming

O nome da marca revela parte de sua identidade e é considerado um dos atributos mais importantes de uma empresa, um bem imaterial de bastante relevância que pode possibilitar maiores chances no mercado. No quesito comunicação o Naming exerce uma função persuasiva sobre o cliente, com o intuito de passar uma impressão, uma identidade e justamente por isso, o Naming não pode ser visto somente como um processo isolado da estratégia da empresa, pois está intimamente ligado ao que ela deseja representar.

Esse processo de escolha tornou-se uma parte deveras importante da estratégia de uma organização, principalmente, por conseguir transmitir os princípios, o posicionamento e os valores da companhia. Com isso em mente, sempre ao planejar seu produto, ou um novo negócio, lembre-se que o estudo e definição do nome da empresa é uma peça fundamental para o sucesso da mesma, por isso planeje e trabalhe bastante o processo de Naming tentando extrair o máximo dele. Esforçar-se na escolha do nome, pode conseguir gerar e estabelecer uma relação direta com o posicionamento pretendido. 

Sabe-se que ter um nome eficaz e que comunique o posicionamento da empresa é altamente relevante e aumenta as possibilidades de sucesso do negócio. Ao verificarmos abaixo sua metodologia, conseguiremos entender que sua função mais importante é reforçar um atributo principal ou diferencial, trabalhando preferencialmente no seu posicionamento. O processo de criação de um nome para uma marca, assim como qualquer processo, também precisa percorrer um caminho delineado, em etapas, para alcançar o melhor resultado possível. Tais etapas são:

1 - Pesquisa: (Naming Track) É a primeira etapa do processo de naming. Nesta fase é avaliada as necessidades do nome em função dos seus principais diferenciais, que são: seu posicionamento, o segmento, localidade do território da marca, a empresa ou produto (fatores característicos). É o momento em que a empresa faz o levantamento de todas as possíveis características de sua marca.

2 - Estratégia: (Diretrizes do Naming) Segunda fase do processo. Nesta parte defini-se as funções de comunicação do nome e de suas hierarquias, e a partir destas, das características da marca frente a sua anatomia e classificação. Além desses pontos, também são definidas ferramentas, métodos e processos empregados na criação dos nomes. A partir deste ponto é importante ter um planejamento bem definido.

3 - Criação: Nesta etapa se desenvolve o processo de criação do maior número possível de alternativas, que serão avaliadas e filtradas nas etapas seguintes. As alternativas para o naming devem ser concisas com o tipo e estilo do negócio. É importante que a criação do naming explore todas as etapas do processo criativo, englobando a preparação do processo em si, sua incubação, devaneio e por fim, a iluminação (o fazer, realizar).

4 - Avaliação: É a quarta etapa do processo de criação do nome da marca. Nesta fase do processo ocorre a avaliação do desempenho vocativo e evocativo dos nomes e de sua funcionalidade frente às necessidades da marca, empresa ou produto. Lembrando que "vocativo" é um termo que não pertence ao sujeito (empresa, ou produto), servindo apenas para chamar e captar a atenção do ouvinte.

5 - Validação: Trata-se da última etapa de criação do naming. É a verificação final de viabilidade legal de uso e registro dos nomes (a fim de evitar problema com questões de direitos autorais). Como resultado deste processo é apresentado um relatório com a listagem final, contendo os nomes livres de direitos e uma avaliação do seu desempenho específica para cada nome apresentado.

O nome da marca é considerado a primeira etapa do projeto, daí já conseguimos perceber a importância do Naming como processo criativo de identidade e posicionamento. Antes de terminarmos o post, é importante lembrar de alguns aspectos a serem considerados: o nome escolhido precisa ter relação com o negócio e também precisa gerar uma identidade compatível com a personalidade da marca e com o cliente alvo. Não menos importante é a sonoridade do nome (ninguém iria gostar de um nome estranho ou que soasse mal) e evitar problemas de nomes iguais, ou já existentes no mercado. Por isso, é sempre bom verificar junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial - INPI, ou fazer buscas através de domínios, ou provedores de pesquisa.

Até a próxima, pessoal!

-----

Assinatura Equipe de Redação
Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS