administração

5 tipos de gestores que comprometem resultados


Conheça 5 tipos de gestores tóxicos para a empresa


Gestores ruins

Todos sabemos que chefes ruins contaminam o ambiente de trabalho, prejudicando o desempenho de seu setor direto e também da organização como um todo. Entretanto, em grande parte das empresas nós também somos capazes de encontrar alguns bons gerentes, que são aqueles que geram excelentes resultados por meio da boa gestão e da motivação das pessoas que estão sob seu comando. Os gerentes de baixo nível, ou "maus chefes", são aqueles que pelo seu modelo de gestão, atitude e comportamento, desagregam e desengajam seus times fazendo o desempenho despencar. Por isso, decidimos fazer uma lista dos 5 piores tipos de gestores que prejudicam os resultados de uma empresa.

#01. O gerente detalhista (microgerente)

Os gerentes detalhistas (microgerentes), são perfeccionistas, observadores e controladores, o que faz com que sempre interfiram no trabalho de seus subordinados. São pessoas focadas nos pequenos detalhes, que na maioria das vezes querem que as coisas sejam feitas à sua maneira, do mesmo jeito que fariam. Essa atitude tende à gerar grande frustração na equipe, uma vez que as pessoas são diferentes por natureza e dificilmente farão as coisas uns iguais aos outros. Também é bastante comum, os gerentes detalhistas tentarem provar para seus subordinados que são tão bons ou melhores que suas equipes, fazendo com que sua presença desencoraje seus colaboradores.

#02. O gerente robô (gerente número)

Seria um tipo oposto ao microgerente, uma vez que o gerente robô, ao invés do citado acima, procura a reclusão, evitando participar na atividade do funcionário diretamente. Esse tipo de gerente costuma fechar as portas de sua sala e focar apenas nos dados analíticos, imergindo nos relatórios e deixando seu time à completa deriva, sem a devida coordenação ou gestão. Na mente do gerente robô, você seria o colaborador número X, com uma taxa de performance de Y%, e nível de experiência Z. Este tipo de gerente faz pouquíssimo ou quase nenhum esforço para se conectar aos seus funcionários, olhando apenas para os números e resultados quando quer decidir quem possui valor ou não.

#03. O gerente tirano (ou Pitbull)

Considerados por muitos o pior tipo de gerente possível. O gerente pitbull costuma atacar, insultar seus colaboradores e até mesmo roubar suas ideias. Esses gerentes costumam ter muita energia, porém, são muito difíceis de lidar, já que são agressivos e se sentem confortáveis em humilhar e diminuir seus colaboradores. Os gerentes tiranos constantemente utilizam de táticas maquiavélicas e tomam decisões que alimentam seu ego. Sua maior preocupação é a de manter o poder e ele irá coagir e intimidar todos para conseguir isso. É comum abusarem da autoridade, e se expressarem contra algo ou alguém abertamente, fazendo com que todos do time tenham receio de aproximação.

#04. O gerente incompetente (ou Pavão)

Esse tipo de gerente provavelmente foi promovido às pressas, sem muito planejamento ou critério por parte da empresa, ocupando uma posição que está além de suas capacidades. O gerente pavão demonstra sua incompetência no dia a dia, sem conseguir trazer de melhor o que sua equipe pode oferecer. É comum em grandes times, esse tipo de gerente aparecer apenas diante de momentos problemáticos, e ao invés de tentar entender os fatos com clareza e trabalhar junto com a equipe, o mesmo apresenta um conselho enlatado, ou uma solução genérica, sem muita aplicação prática e desaparece da mesma forma que surgiu.

#05. O gerente "parceiro" (Amigo inapropriado)

Nos dias atuais, trata-se do tipo mais comum de gerente, com participação em grande parte das empresas. Pode-se dizer que é uma característica comum da Geração Y, que atualmente é a geração com maior quantidade de pessoas em quadros gerenciais. Esse tipo de gerente tenta ser muito amigável, mas não no sentido de transformar o trabalho numa coisa leve, divertida, mas sim influenciando negativamente o ambiente de trabalho. Eles sempre selecionam seus "favoritos" para novos projetos ou promoções, criando uma divisão entre os colaboradores, que ficam insatisfeitos e frustrados com o desequilíbrio e inconsistência na escolha do gestor. Esse tipo de gerente, cria um time dividido, de baixa performance e com problemas de gestão.

Todos sabemos que se fossemos elencar todos os tipos de gerentes que prejudicam mais do que ajudam, teríamos inúmeros exemplos. As atitude de maus gestores podem ter um preço muito alto para as organizações das quais fazem parte, uma vez que ocasiona estresse aos seus comandados, deixando-os com a moral baixa e contribuindo para uma alta rotatividade na empresa. Por isso, toda empresa, assim como o colaborador precisa ter muito cuidado com um gestor ruim, pois independente dos métodos utilizados, um mau gerente pode ocasionar grandes danos às empresas e aos funcionários. Se você já teve alguma experiência ruim por causa de seu chefe, compartilhe nos comentários.

Até a próxima pessoal!

-----

Nós também estamos no Twitter e no Google+!

portal administração feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COLUNAS
RECOMENDAMOS
REDES SOCIAIS
-------------------------------------------------
Receba Nossas Atualizações
PARCEIROS